Diário
Deixe um Comentário

Quando um desejo fica uma vontade maior

Posso já lançar-vos a bomba, planeio sair em alguns anos de Portugal, pois é, as minhas razões são as mais variadas mas nos últimos dias ao falar com algumas pessoas, dúvidas viraram certezas e sinais de que realmente eu estou a viver no lugar errado. Não aguento mais, estou a meio de uma luta que me vai fazer muito feliz mas não aguento mais esta cultura, não aguento mais as pessoas, a falta de oportunidades e o facto de me ter sentido sempre uma alienígena por aqui.

Mais uma vez tenho muitas razões pessoais que me levaram a tomar esta decisão, e neste momento já vos posso dizer que não tem volta, a decisão está tomada e estou a trabalhar nesse sentido, como é óbvio vai ser difícil mudar, vai haver um longo processo e o início será um choque, mas o que fazer quando dizes que vais sair de Portugal á procura de alguma razão para ficar, e em vez disso ainda és atacada como se fosses um monstro que cuspisse no prato onde comeu ao emigrar? Eu estou viva e tenho uma qualidade média de vida em Portugal, mas foi uma vida dura para mim, dura para além do que é normal, e embora o país em si não tenha culpa, a sério, o país em si adoro, as paisagens, as ilhas, Alentejo, Lisboa, o Porto, e embora isso, carrego marcas que estão presas a este lugar e que só vão deixar-me se um dia deixar este lugar.

“És uma besta, uma ingrata” disse-me um português que nunca me viu em lugar algum quando inscrevi-me num grupo ironicamente correspondente ao país para onde vou, se Portugal é assim tão bom porque é que ele está num grupo de emigrantes? Entre esses nomes chamou-me coisas mais feias, mas o que me fez desmanchar-me em lágrimas ao final do dia foi o conjunto de portugueses que me disseram que deveria voltar para Angola, num tom áspero e nada educado, sempre fui um pássaro livre mas para as pessoas temos que ter mordaças e correntes ao sitio onde nascemos ou para onde fomos levados, vim para Portugal apenas com 5 anos e no entanto nunca me senti portuguesa. Vi por anos a minha mãe contar-me histórias sobre Angola com as lágrimas nos olhos, até hoje, com quase 60 anos ela chora se lhe falarmos de Luanda. Até hoje só me sinto em casa com amigas brasileiras ou angolanas, a maioria das vezes sinto-me um peixe fora de água, e o desprezo que senti ao comunicar que queria sair de Portugal não faz sentido algum pois este país nunca demonstrou qualquer mostra de me querer por aqui.

Não tenho qualquer repúdio por Portugal, mas não me sinto portuguesa, matem-me por isso, sinto que o meu coração pertence a lugares de mais sorrisos, de mais calor, de mais positividade, Portugal é um país onde as diferenças se destacam pela negativa, onde não há lugar para o novo, para a mudança e para a tentativa erro, sou como um pássaro com cores que se destaca no preto e branco e a quem por isso atiram pedras na tentativa de quebrar as suas asas, e escrevo isto a chorar, porque esta é a forma como eu me sinto, e neste misto de cansaço e tristeza, há uma alegria de saber que o dia em que sairei daqui está próximo, cada vez mais próximo, e nada vai abalar essa vontade gigante que tenho de ser feliz.

Os meus olhos estão inchados, a minha garganta seca e respiro fundo, enquanto escrevo aqui no blog recebo mais mensagens, “ingrata”, “burra”, tudo vindo de portugueses, pessoas oriundas do país para onde vou já me disseram que vão receber-me de braços abertos, mas os Portugueses insistem em atacar-me desta maneira, e no meio disto tudo eles só conseguem sublinhar as minhas certezas, esta vontade gigante que tenho de arrancar o meu coração do peito enquanto estou neste país que não me quer.

This entry was posted in: Diário

por

Simples, sonhadora, trabalhadora, feliz, prática, cética, agnóstica, livre, pensadora, escritora, politicamente incorrecta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s