Diário
Deixe um Comentário

Eu devia ter percebido

Eu devia ter percebido, e sei que o titulo pode vos parecer muito em tom de autocrítica, mas não é, na altura talvez tenha reparado mas ignorado depois por um motivo muito simples, eu amo o Bruno e faço tudo para o fazer feliz, mas a questão aqui é que quando não estamos felizes não é possível fazermos a pessoa que amamos felizes também.

Um dia, era dia de passagem de ano e para variar, nessa altura, eu andava sempre a contar os tostões, sempre tive ambição, sempre esteve em mim planear a minha vida e organizar-me ao máximo para alcançar os meus sonhos, umas vezes isso foi mais fácil outras mais difícil, estou a falar de uma altura particularmente difícil. Mas, nesse dia eu consegui comprar um vestido, era um vestido lindo, certo é que tinha deixado o meu orçamento mais apertado, mas eu parecia outra pessoa dentro desse vestido, sem costas preto e com alguns brilhantes ao longo dele, eu não conseguia pagar o ginásio e não conseguia treinar a algum tempo mas quase que parecia que estava super em forma e realçava zonas do meu corpo que eu não me lembrava de existirem, nessa noite, feliz, vesti o meu vestido e arranjei-me com o que tinha o melhor que podia. Não sou supersticiosa mas a mudança de ano mexe comigo, é porque eu gosto da mudança, gosto da viragem, da possibilidade de começarmos de novo e colocar o ano passado para trás rescrevendo outro ano, parece um restart, uma forma de começar com mais energia por melhor que o ano anterior tenha sido.

Nessa noite esperei ansiosamente por olhar para o céu, fechar os olhos e visualizar todos os meus desejos nas estrelas enquanto dava as mãos ao Bruno e acariciava os pequenos membros de 4 patas da nossa família, mas antes que esse momento de facto acontecesse há toda uma algazarra quando se trata da família do Bruno, preparativos, comida em excesso, nervosismo, um festim que para mim nunca fez sentido nem aí nem no Natal, mas como eu nesse dia estou tão compenetrada, tão inspirada, quase que tudo isso passa-me ao lado e visualizo todos os meus sonhos vezes sem conta até que me pareçam por fim tangíveis, na hora em que vesti o vestido todos elogiaram-me, o Bruno sorriu e disse-me o quão bonita eu estava, ela, ela entrou no quarto, olhou para mim da ponta dos meus pés até aos fios dos meus cabelos e saiu porta fora do quarto a uma velocidade estonteante, olhei para o Bruno sem perceber e encolhi os ombros, e o Bruno sem pensar duas vezes o que é muito raro nele quando se trata de família disse-me: ela gostou do teu vestido e ficou chateada.

Não me permiti não me sentir bonita nessa noite, sorri, sonhei e celebrei a mudança de ano com a pessoa que eu amo ao meu lado, mas tantas vezes veio essa cena á minha cabeça, como se a arrogância não permitisse que um elogio saísse da sua boca, como se ela tivesse que ser sempre a melhor em cena e os outros não pudessem ter esse privilégio, logo eu, que tão poucos privilégios tinha nessa altura, que contava os tostões o que me fazia sentir tantas vezes num ponto sem retorno. Era o único vestido que eu tinha nessa altura e ainda assim esse mesmo vestido foi motivo de inveja, de desdém…

E hoje tenho muitos vestidos, tenho muitos sonhos, muitas metas conquistadas, mas guardo esse vestido com carinho, porque por mais vestidos que tenha aquele é reservado para os momentos especiais, para os dias em que eu celebro uma data feliz e que merece ficar na memória. A única diferença é que hoje não tenho uma nuvem escura a pairar sobre mim, a desdenhar cada pequeno obstáculo superado, cada pequena vitória, cada momento feliz.

This entry was posted in: Diário

por

Simples, sonhadora, trabalhadora, feliz, prática, cética, agnóstica, livre, pensadora, escritora, politicamente incorrecta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s