Diário
Deixe um Comentário

E este post é para os “Miguéis desta vida”

Estava ansiosa por ter uma crítica sobre a qual falar, afinal, uma crítica é bom sinal, o “crítico” lê, lê e fica de tal forma importunado com o meu conteúdo que sente o impulso de comentar, não se preocupa se é leigo, rude ou mal educado, só comenta e pronto, descarrega o lixo mental no meu site á espera que eu acabe de ler o comentário dele em lágrimas, ao som do “Cant live without you” da Mariah Carey quando o que resulta em mim é um sorriso de ironia que é concluído com a reflexão dos 30, a típica, ah é tão bom ter 33 anos e estar-me a borrifar para os Miguéis desta vida.

O Miguel escreveu um comentário “Tu és ridícula e só destilas coisas negativas”, obrigada Miguel, por não me conheceres, mas obrigada por leres e por contribuires para as estatísticas da minha página, á muito tempo que lido com críticas destrutivas e por isso sei perfeitamente o que fazer com elas, descarregá-las pela pia abaixo e seguir em frente.

Quanto ao ridícula para mim é um elogio quando provém de mentes quadradas que não pensam fora da caixa, pois enquanto eu dou a cara para mostrar o que penso e o que sou, tu escondeste atrás de um comentário onde destilas ódio pela minha pessoa, quando dizes que sou ridicula pergunto-me se alguma vez já jantaste comigo, trabalhaste comigo ou conviveste comigo em alguma situação, como presumo que não me conheces de lado nenhum fico com a ideia de que és uma pessoa que precisa simplesmente de destilar ódio. O teor da minha escrita é e será sempre o mesmo, sempre o foi desde os meus 9 anos, e sempre funcionou como uma forma de exorcisar o que me vai na alma, como tu Miguel és uma pessoa muito pura e angelical, certamente nem precisarás de fazê-lo de alguma forma pois deves acordar a ver os Teletubbies e beber leitinho com chocolate logo pela manhã.

Eu, eu sou toda uma imperfeição, tenho pensamentos impuros, cometo erros, trabalho demais, nem sempre consigo ir ao ginásio, enfim, sou ridícula e agradeco-te pela crítica, pois foram os Miguéis desta vida que me fizeram aprender a ser feliz, porque se antes a maldade dos outros afectava-me, hoje dá-me uma força gigante para continuar a ser… Ridícula ou seja lá o que significar ser fiel a quem eu sou.

Já agora Miguel, o conteúdo do meu blog não vai mudar, mas thanks anyway 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s